sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

De repente...

Eu nunca te abracei...
Neste momento é tudo do que me arrependo.
Guardei-o para um momento que fosse próprio.
Disse o que sentia antes de te abraçar...
Um dia disseste-me que bastava eu pedir e tu me darias sempre o teu abraço sincero.
Que tal agora?
Agora preciso dele.
Tanto como sempre precisei de ti.

2 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Leila Moura disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Pesquisas