terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Para sempre contigo estarei na idade dos porquês!

Há umas palavras que te quero dizer, e como não encontrei coragem, preferi fazê-lo a escrever...consciente que nunca as irás ler.

Aliás, deixa-me corrigir, não há nada que te queira dizer e nada que te queira afirmar!

Quero antes fazer-te umas perguntas:

Sabes como dói?

Sabes o que são noites inteiras, noites seguidas sem dormir?

Já passaste dias, semanas, horas fio sem conseguir pensar em mais nada, nem em mais ninguém?

Será? Será que sabes o que é lutar contra ti mesmo?

E...Será que te passa p'la cabeça o mal que me fazes?

Porquê? Porquê??? Nem te atrevas a colocar tal questão!!

Tu não sabes, não fazes ideia...



Por último, gostava de saber:

Tu sentes?

Porque o fazes?

O que queres?

Como queres?

Sim?

Não?

Não, claro que nunca me vais dizer, tu nunca respondes...



Nem sei porque continuo...mas sei que simplesmente não consigo parar!

1 comentário:

splendid disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

Pesquisas