quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Nada...


Nada, ninguém...
Apenas eu, a minha música, uma caneta e um papel...
Fecho os olhos e sinto-me a cair...
Abro os olhos e não está nada a minha volta!
Como se estivesse sentada no meio do nada e tão cansada de tudo.
E perguntam-me "O que sentes agora?"
Nada...
Nada por mim, nada por ninguém, nada por nada.
Vazia, desprovida de quaisquer sentimentos, emoções, crenças ou sonhos.
Perdi a capacidade de querer, de lutar
Fico aqui como se nada mais me restasse senão ficar, esperar, e receber o que alguém me quiser dar, sem refutar, qual mendigo por quem todos passam e ninguém repara!
Olho para lado nenhum, e vejo tudo tão vazio, tão frio e eu continuo aqui sentada...sózinha, só eu, a minha música, uma caneta, um papel e uma lágrima ocasional que me queima de tão vagaroso que é o seu chorar!

2 comentários:

Marta disse...

Miga, sentes assim tão sozinha? Nunca te esqueças dos teus amigos que estão sempre contigo!!

Bjokas

googler disse...

louis vuitton speedy
louis vuitton wallet
louis vuitton purses

Pesquisas