terça-feira, 14 de julho de 2009

...quem sabe a beira mar


Eu sou porque me deixas ser...
Eu sonho porque me deixas sonhar...
Eu desejo porque me fazes desejar.
Não vivo por ti, mas vivo por te procurar!
Dou comigo a pensar em ti, como se pensasses em mim.
Dou comigo a arder por dentro...como se a tua chama se incendiasse por mim.
Peço pelo dia em que te vou reencontrar, sonho com a tua forma louca de me beijar.
Tudo cá dentro se revolta só de pensar que um dia te voltarei a tocar...quem sabe à beira mar.

2 comentários:

Pedro disse...

Gostei mto deste 1º... pequeno, simples mas com mto conteúdo.:)"Não vivo por ti, mas vivo por te procurar!" Mto giro! Parabens!

Pedro

Leila Moura disse...

Obrigada Pedro :)

Pesquisas